Participe e apareça no Ecaderno enviando sua notícia!

Clique e envie »
Em 02 de maio de 2012, às 11:18h

Grupos de discussão em redes sociais ajudam na preparação para concursos

Os espaços podem ser divididos por matéria ou por concurso. Neles, é possível se manter informado sobre as novidades, resolver questões de prova e debater assuntos.

As redes sociais, hoje, vão muito além dos horários de lazer. Como ferramentas de estudo e trabalho, elas se tornaram um espaço onde é possível fazer contatos, discutir temas, responder perguntas, trocar informações. E isso não é diferente no universo dos concursos públicos. Criados por professores ou alunos, os grupos de estudo para concurso têm se multiplicado nas redes sociais.  

Grupos criados

O técnico judiciário do TRE-RJ Wagner Rabello é professor de administração em cursos preparatórios para concursos públicos, tanto presenciais como à distância. Com o intuito de se aproximar dos alunos para além das salas de aula, Wagner criou grupos de discussão no facebook.

Atualmente, o professor tem cerca de 20 grupos que somam um total de mais de 10 mil integrantes. Cada grupo tem entre 300 e 1.000 participantes, sendo que diariamente são solicitados de 50 a 100 pedidos de ingresso, afirma Wagner. Os grupos são separados por concurso.

O técnico em informática Enaldo Leal Fontenele é concurseiro e também criou no facebook grupos de discussão para concursos públicos. Fontelene é colunista do blog do Concurseiro Solitário e co-autor do livro “100 Respostas do Concurseiro Solitário”. Sua ideia surgiu da experiência em grupos de estudo, online e presenciais, assim como da necessidade de reunir candidatos de diferentes lugares e áreas de estudo em um mesmo espaço.

Até o momento, há aproximadamente 8 mil participantes divididos em vários grupos, afirma Fontenele. Ele explica ainda que a maioria dos integrantes enviam solicitação por curiosidade, sem participar efetivamente das atividades sugeridas. Há, porém, os concurseiros que indicam materiais, cursos, livros e informações sobre a abertura de novos concursos.

Assuntos discutidos

No ambiente virtual, Wagner afirma que fomenta debates sobre questões relacionadas aos concursos públicos. Além disso, o lançamento de editais, a resolução de questões de prova, as novidades sobre livros e cursos são divulgadas na rede.

O concurseiro Fontenele aponta dois tipos diferentes de grupos, sendo um de material de estudo gratuito e outro de resoluções de questões. O primeiro é destinado a disponibilizar e indicar materiais distribuídos gratuitamente na internet por professores, cursos e candidatos. Já o segundo, inclui a divisão de grupos por disciplina – português, direito administrativo, direito constitucional e informática, em que os candidatos discutem as questões recorrentes em concursos públicos, tirando dúvidas e trocando conhecimentos.   

Como utilizar a rede de forma eficiente

 “Os grupos são apenas uma ferramenta e até mesmo um momento de distração, ou seja, um grupo no Facebook jamais vai substituir as horas de aula em um cursinho ou a leitura de um bom livro para concursos”, destaca Wagner. Outra preocupação que o concurseiro deve ter, segundo o professor, é saber controlar o tempo na rede social.

Fontenele acredita que “muitos concurseiros utilizam o Facebook, assim como qualquer outra rede social e fóruns na internet, exclusivamente como um passatempo, uma “válvula de escape” para a pressão do dia a dia de estudos”. Ele considera que o ambiente virtual é repleto de distrações, podendo fazer com que o candidato se perca. No entanto, ele ressalta que a interação possibilita uma motivação aos estudos para os concurseiros.  

“Dependendo da iniciativa dos candidatos é possível fazer qualquer tipo de trabalho, formando um grupo online de estudos com outros colegas (para estudar para um determinado concurso ou disciplina específica), por exemplo”, afirma Fontenele. Para ele, é necessário ter disciplina, ser pontual, organizado e, principalmente, ter responsabilidade com os compromissos assumidos para ter um bom resultado com as redes sociais.  

 

Grupos criados por Fontenele 

Direito Administrativo

Direito Constitucional

Informática

Arquivologia

Português

Direito do Trabalho

Direito Eleitoral

Raciocínio lógico

Direito Civil

Direito Penal

Administração Pública

Administração Financeira e Orçamentária

Grupos criados por Wagner 

Polícia Federal

TRE-RJ

Receita Federal

Polícia Civil do RJ

Justiça Federal (TRF 2)

Polícia Rodoviária Federal

Controladoria Geral Da União (CGU) 

Petrobrás

Concurso Público

Fonte: Da redação

Veja também

Comentários (3)

Equipe Ecaderno Em 03/05/2012, às 10:29h

Olá, Silvio. Primeiramente, obrigada por seu comentário. Gostaria de esclarecer que a reportagem tem o objetivo de abordar uma prática - a criação de grupos de estudo em redes sociais - e não fazer publicidade para um grupo específico. Os grupos que abordamos e os criadores que entrevistamos são exemplos de um todo. É inviável abordarmos todos os grupos existentes e nosso critério de escolha não se relaciona, necessariamente, com os mais populares. Atenciosamente.

Silvio Rogerio Em 02/05/2012, às 17:33h

Como vocês fazem uma matéria dessas e ignoram o maior grupo de estudos do meio?
O grupo tem o nome mais sugestivo e simples possível e é o primeiro da lista em qualquer busca no facebook: CONCURSOS PÚBLICOS - (Oficial). Tem mais de 14.000 membros só ele, fora os outros grupos do mesmo organizador que somam 11.386, perfazendo um total de mais de 25.380 membros. Como conseguiram ignorar tantos concurseiros?

E como puderam ignorar o concurseiro que administra mais de 15 grupos de estudos e materiais, além do site gratuito para concursos mais comentado do momento, o Gabarito Final (www.gabaritofinal.com.br)?

Só a fanpage do Gabarito Final no Facebook tem 12.000 seguidores, o site tem mais de 6.000 assinantes e parceiros como o Juiz Federal William Douglas, a Editora IMPETUS, o Complexo Educacional Renato Saraiva, o Instituo IOB, Espaço Jurídico, Cursos EuVouPassar e AgoraEuPasso, Canal dos Concursos, Editora Saraiva, entre outros.

A matéria é boa, mas já foi ao ar defasada.
A galera concurseira sabe das coisas.

Um abraço!

Keta Marques Em 02/05/2012, às 13:51h

Parabéns pela reportagem! Sempre acompanho as dicas e informações do Fontenele no Facebook e Twitter.

Faça um comentário

Nome
Comentário
Verificação

Marcando esse campo seus dados como nome e foto não serão exibidos no comentário.

Todas as notícias RSS

Canal Multimídia

Outros Dicas de redação - Ep05 #DiaDiaEnem

Mande bem na redação do Enem com as dicas da Hild!

Veja mais »

Escolha sua profissão RSS

Direito

Terno, gravata, Constituição nas mãos. É assim que imaginamos o Advogado. Na rea [...]

O que você procura?
O que você quer vender?