Participe e apareça no Ecaderno enviando sua notícia!

Clique e envie »
Em 25 de setembro de 2012, às 12:03h (Atualizado em 26/09/2012, às 11:01h)

Saiba a diferença entre assistente, técnico e analista judiciário

Descubra as diferenças entre os cargos de servidores do poder judiciário.

O que faz um assistente judiciário? Qual é a remuneração de um técnico? Qual o nível de escolaridade exigido para um analista? Descubra as diferenças entre os cargos de servidores do poder judiciário.

De acordo com a lei nº 11.416, os cargos são estruturados em classes e padrões, de acordo com a área de atividade. As carreiras da área administrativa (que abrangem técnicos e analistas), por exemplo, compreendem serviços relacionados com recursos humanos, material e patrimônio, licitações e contratos, orçamento e finanças, controle interno e auditoria, segurança e transporte, entre outros.

Auxiliar Judiciário
O nível de escolaridade estabelecido para esse cargo é o curso de ensino fundamental. O funcionário desempenha atividades básicas de apoio operacional, como a recepção e o arquivamento de documentos. “Este cargo representa uma boa porta de entrada no mercado, pois não exige experiência profissional anterior”, diz a advogada e consultora jurídica Danielly Martins. O salário varia de R$ 1.325,46 a R$ 2.511,37.

Técnico Judiciário
Para esse cargo, o candidato deve ter concluído o nível médio de escolaridade ou curso técnico equivalente. Se quiser fazer parte do apoio especializado, o funcionário deve ter concluído curso profissionalizante pertinente ao cargo.

A área de apoio especializado compreende serviços que exigem registro no órgão fiscalizador do exercício da profissão ou o domínio de habilidades específicas necessárias para a função.

O técnico judiciário executa as atividades de suporte técnico e administrativo de nível médio que lhe forem designadas, em apoio ao processamento de processos judiciais e administrativos relacionados ao âmbito de sua lotação ou unidade administrativa. A remuneração varia de R$ 2.662,06 a R$ 4.240,47.

Analista Judiciário
Para esse cargo, é pré-requisito ter concluído um curso de ensino superior. O curso deve estar relacionado com a especialidade, caso o candidato queira fazer parte do apoio especializado. O cargo de Analista Judiciário da área judiciária exige que o candidato seja bacharel em Direito. O vencimento varia de R$ 4.367,68 a R$ 6.957,41.

Segundo Danielly Martins, o analista judiciário executa tarefas de elevado grau de complexidade, como:
• Pesquisar sobre assuntos jurídico-administrativos (doutrina, jurisprudência ou legislação) ou de interesse do órgão;
• catalogar e indicar publicações de legislação e jurisprudência que sejam de interesse do órgão;
• acompanhar a execução de licitações e elaboração de contratos administrativos;
• digitar e/ou datilografar assuntos relacionados à sua área de atuação;
• registrar informações, avisos, editais, atos, ofícios, exposições de motivos, projetos, relatórios, ordens de serviço, portarias e resoluções;
• emitir decisões de autoridades competentes sobre tema devidamente registrado e publicado;
• assessorar membros da Instituição, mesmo que fora do local de lotação, quando designado pela Administração Superior.

Fonte: Da redação

Veja também

Faça um comentário

Nome
Comentário
Verificação

Marcando esse campo seus dados como nome e foto não serão exibidos no comentário.

Todas as notícias RSS

Canal Multimídia

Outros O que você não pode esquecer para o Enem

Confira informações importantes sobre o Enem

Veja mais »

Escolha sua profissão RSS

Engenharia Civil

Projetar, geranciar e executar todas as etapas de uma obra, essa é a função do E [...]

O que você procura?
O que você quer vender?